Impermeabilização

  • 08 de maio de 2018, Impermeabilização
MR Engenharia Blog

Impermeabilização:
conheça os diferentes tipos e saiba a importância desta técnica para sua obra.
 
É muito importante que as estruturas de qualquer edificação sejam bem protegidas. São elas que determinam a duração das mesmas. Tendo em vista que a maioria dos problemas identificados é por conta de vazamentos e infiltrações, a impermeabilização é indispensável.
 
Ela é a responsável para que sua construção esteja livre dos problemas que envolvam infiltrações - seja ela vinda da chuva, ou até mesmo do banho – umidade e propagação de fungos derivados do mofo. Além de evitar que os azulejos sejam desgastados e que as paredes criem manchas.
 
São utilizados dois meios de impermeabilização, a rígida e a flexível. Ambas protegem de acordo com a necessidade do local a ser aplicado.
A rígida é responsável por impermeabilizar edificações que não estão expostas as mudanças climáticas e áreas que não possuem fissuras ou trincas. Sendo aplicada apenas em estruturas estáveis, ou seja, em tudo que é enterrado. Ela é preparada através da combinação da mistura de um aditivo ao cimento, à areia ou à água. Ideal para piso externo, piscina enterrada, reservatórios de água, etc.
 
Exemplos de produtos: argamassas; cimentos poliméricos, cristalizantes, resinas epóxi.
A flexível nada mais é que o oposto da rígida. Elas são encontradas já pré-fabricadas ou podem ser modeladas no local. Após estarem secas formam uma camada protetora sobre a superfície aplicada. Utilizada em áreas predispostas a trincas ou fissuras e expostas a mudanças climáticas. Recomendada para cozinha, banheiro, piscina suspensa, dentre outros.
 
Exemplos de materiais: Manta asfálticas; Membranas de poliuretano; resinas acrílicas; mantas de pead; pvc.
 
É imprescindível a assistência de um profissional e de bons materiais como garantia de qualidade do seu serviço.